Movimento “Unifica Jogos”, é lançado no encerramento da Paralimpíadas Rio 2016. Festa repete esplendor da mega competição. ANI defende a proposta como forma de instituir a igualdade preconizada na Carta Magna brasileira

September 21, 2016

ANIPress

Getty Imagens
 

No balanço final dos jogos Paralímpicos Rio 2016, repercute na imprensa, quando um ingrediente a mais foi acrescentado. Atletas do “Movimento Unifica Jogos” falam em evento único.
 

A proposta e que seja realizado um evento único, com uma estrutura capaz de atender aos dois segmentos dos jogos Olímpicos, no qual tanto as competições de atletas olímpicos como as de paralímpícos fossem realizadas nos mesmos dias. O “Unifica Jogos” através do seu idealizador Flávio Scavasin que presidiu o Conselho Estadual da Pessoa com deficiência de São Paulo considera a separação das disputas uma segregação dos atletas com deficiência. Para ele, a união da Olimpíada com a Paralimpíada poderia significar um passo gigantesco na inclusão das pessoas com deficiência.
 

Na proposta do Unifica Jogos está escrita que a “Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Organização das Nações Unidas estabelece a igualdade para essas pessoas. “Já o Comitê Paralimpíco Internacional (IPC) através de seu diretor de comunicação Craig Spence em reportagem da Agência Brasil, informou que a entidade está feliz com a realização dos dois eventos separadamente. “Estamos felizes com o formato atual de seguir os Jogos Olímpicos, pois isso ajuda a resolver alguns problemas antes dos Jogos Paralimpícos”.
 

Apoio da ANI – A proposta de unificação ou competição paralela da Olimpíada, com jogos dos segmentos Paralimpíco no mesmo período da realização da primeira, é defendida pela Associação Nacional e Internacional de Imprensa – ANI, conforme explica seu presidente jornalista Roberto Monteiro Pinho, “não podemos deixar de admitir que a competição tem cunho de integração e de total reconhecimento a igualdade de participação dos atletas”.


COI - O Comitê Olímpico Internacional – COI precisa examinar “com seriedade a proposta, e se necessário for, buscar apoio junto aos países sedes, para que isso se concretize”. Ademais, “foram vendidos 2,1 milhão de ingressos para a Paralimpíadas Rio 2016, numero expressivo que requer até sob o ponto de vista do marketing promocional, que o evento corra paralelo ou unificado” – conclui o dirigente.

(ANIPress)

Please reload

Posts Em Destaque

Direito de Resposta: um tema que precisa ser adequado a nova realidade global

September 2, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

June 26, 2020

Please reload

Associação Nacional e Internacional de Imprensa - ANI
anicomunicacao@gmail.com | @anibrpress
Rua Santa Luzia, 776 Gr. 903 | Rio de Janeiro / RJ - BRASIL

Copyright © ANIBRASIL.ORG.BR - 2015-2020 

All rights reserved.

Editor: Roberto Monteiro Pinho