FACEBOOK BLOQUEIA 2,2 BILHÕES DE CONTAS FALSAS NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2019


A ONG Avaaz, que realiza ações de 'ciberativismo' apontou, mais de 500 páginas e grupos no Facebook seguidos por mais de 32 milhões de usuários suspeitos de espalhar informações falsas e conteúdo de incitamento ao ódio.

Em seu relatório publicado recentemente, a rede social americana também detalhou os conteúdos que violam suas regras de uso. Para nudez, violência, sexo, exploração sexual de crianças ou propaganda terrorista, o Facebook afirma detectar mais de 95% dos conteúdos, antes de serem denunciados por um usuário.

No entanto segundo a ONG “esta proporção cai, no entanto, para 65% para as mensagens de incitamento ao ódio (racismo, antissemitismo, etc.) e até 14% para o assédio, mais difícil de detectar”.

Com objetivo de “limpar” o lixo internauta, o diretor executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou os resultados de uma gigantesca operação de limpeza de bilhões de contas falsas e rejeitou os pedidos para desmembrar sua rede social. A empresa americana, que enfrenta um aumento de tentativas de criações automáticas de contas maliciosas, detectou e bloqueou - antes da ativação -