Nota oficial


“O mal que se faz a um se faz a todos”

A Associação Nacional e Internacional de Imprensa – ANI, vem a público manifestar profunda preocupação à segurança dos profissionais da advocacia, expressando sua indignação quanto ao ato de VIOLÊNCIA contra a advogada Nayara Acha Prestes, quando trabalhava em seu escritório na cidade de Campos dos Goytacazes que em seu múnus se viu AMEAÇADA, E ALVEJADA por disparos de arma de fogo, feitos pelo seu cliente, na tentativa de ceifar sua vida, o que somente não ocorreu, diante da corajosa reação em sua própria defesa.


A ANI considera inaceitáveis as agressões sofridas de toda ordem, por advogados e advogadas que trabalham voltados na defesa da cidadania, do direito, e da pacificação social.


A liberdade no exercício profissional não pode estar sendo fustigado por reações de qualquer espécie, o que traz para todos, insegurança, inquietação e faz com que essa importante atividade seja coibida, e ameaçada e se torne alvo de constante postura de ataques e desrespeitos a advocacia nacional.


Diante do exposto, solicitamos das autoridades de segurança, os mais ágeis e cabíveis meios para punir no âmbito da lei e do direito, o criminoso audaz que diante do fato, trouxe indignação a todos e cria uma síndrome de que tal risco se torne uma constante.

Rio de Janeiro, 27 de Janeiro de 2022

Roberto Monteiro Pinho

presidente

Wanderley Rebello Filho

vice- presidente

Posts Em Destaque
Posts Recentes